Competitiva Nacional


Prêmio de Melhores Filmes para


A Vizinhança do Tigre (Affonso Uchoa)
3.A-vizinhança-do-tigre


e


Os Curadores da Terra Floresta (Morzaniel Iramari)
15.curadores


Competitiva Internacional


Melhor filme / Best Film


Our Terrible Country (Mohammad Ali Atassi/Ziad Homsi)
1.Our_terrible_country


Menção Especial / Special Mention


The Uprising (Peter Snowdon)
9.TheUprising03



Texto do Júri da Mostra Competitiva Nacional

O júri da Mostra Competitiva Nacional decidiu por unanimidade conceder o prêmio de melhor filme do forumdoc.bh.2014 a dois filmes: A vizinhança do tigre, de Affonso Uchoa, e Urihi Haromatipë – Curadores da Terra-floresta, de Morzaniel Iramari.

Dois filmes que re-inscrevem seus realizadores em seus próprios territórios, ao mesmo tempo que os lançam a relações renovadas com esses universos. Filmes engajados no mundo, motivados por desejos profundos de partilha e invenção, que conseguem ser transformados, contaminados por aquilo que se filma.

E isso é feito de formas bastante distintas. A vizinhança do tigre vale-se de procedimentos próprios à ficção, mas não se limita à previsão dos roteiros, permitindo-se ser atravessado por encontros. Urihi Haromatipë – Curadores da Terra-floresta, por sua vez, aposta na dimensão de registro e de transmissão, com notável atenção aos gestos, corpos, cantos e tempos colocados em cena.

Belo Horizonte, 30 de novembro de 2014.

Amaranta César
Cristiane Lima
Eduardo Escorel


Texto do Júri da Mostra Competitiva Internacional



Constatando a alta qualidade dos filmes da competição internacional deste ano (dos quais vários poderiam, sem favor algum, ganhar o prêmio) e a acuidade da comissão de seleção que os reuniu, o júri registra em primeiro lugar sua dificuldade de premiar um em detrimento dos outros. Em que pese porém a força evidente de vários dos filmes em disputa, decidimos conceder o prêmio a dois deles que, cada um a seu modo, souberam dar respostas cinematográficas fortes às realidades candentes que abordavam.

Uma menção honrosa vai para A insurreição (Peter Snowdon, Bélgica/Reino Unido, 2013), que, agenciando um conjunto impressionante de imagens e sons colhidos no coração das revoltas do mundo árabe, vislumbra e figura, longe do front mas atento a seu tumulto, o que poderia ser uma insurreição pan-árabe.

O prêmio de melhor filme vai para Nosso terrível país (Mohammad Ali Atassi & Ziad Homsi, Síria, 2014), pelo enfrentamento ao mesmo tempo lúcido e dramático do caso Sírio em particular. Tal enfrentamento se dá num diálogo, em plena linha de frente, entre os cineastas, que arriscam sua vida do início ao fim, e um personagem excepcional de intelectual engajado, que reflete no calor da hora sobre os velhos e os novos inimigos do povo Sírio.

Belo Horizonte, 30 de novembro de 2014.

Ana Siqueira
Mateus Araújo
Rafael Ciccarini

Deixe uma resposta